, ,

BIOspray para Garganta


O Biospray para Garganta promove o alívio de dores de garganta causadas por gripes e resfriados, com ação anti-inflamatória, anestésica e antiemética.

Apresentação: Frasco spray contendo 30ml de solução

 

R$17,00

Simulação de frete

O Biospray para Garganta promove o alívio de dores de garganta causadas por gripes e resfriados, com ação anti-inflamatória, anestésica e antiemética, promovendo também a melhora de tosses e facilitando a expulsão do catarro, além de proteger a garganta contra microrganismo devido as suas propriedades bactericida, fungicida e antibiótica.

O Biospray para garganta possui em sua composição:

  • Extrato de Própolis: A ação farmacológica do Extrato de Própolis deve-se em grande parte à presença dos ácidos fenólicos e derivados. Vários ensaios biológicos destacam as propriedades da própolis como anti-inflamatória, bactericida, fungicida, hepatoprotetora, cicatrizante, anti-úlcera, anti-cárie e anestésica, antivirótica, antiprotozoário, cicatrizante e regeneração de tecidos, antissépticas e hipotensivas, estimuladora do sistema imunológico, ação inibidora na multiplicação de células tumorais.
  • Guaco: O Guaco possui as propriedades fitoterápicas que incluem ação broncodilatadora e expectorante. Ela alivia quadros de tosse, asma, bronquite e de mais doenças da via respiratória, devido ao seu composto cumarínico. Além de ajudar a eliminar o muco causado por gripes e resfriados, o guaco também auxilia na redução de edemas e de peso, devido à ação anti-inflamatória da planta.
  • Extrato de Eucalipto: Sua principal atividade é no aparelho respiratório em função do óleo essencial, que tem demonstrado, tanto por via oral como inalatória, atividade expectorante, fluidificante e antisséptica da secreção brônquica. Sendo assim, é usado basicamente para tratamento de afecções do trato respiratório. Tem atividade antibiótica comprovada – bactericida, fungicida, inseticida e anticáries.
  • Extrato de Tuia: Possui propriedades que ajudam no tratamento de gripes e resfriados, aliviando a febre, tosse e rouquidão. Alivia os sintomas da sinusite além de complementar o tratamento de infecções do trato respiratório, como bronquite ou pneumonia.
  • Extrato de Menta: O extrato de Menta é indicado para tratamento de problemas respiratórios, como rinite alérgica, resfriados, congestionamento nasal, tosse seca, sinusite e bronquite.

 

Principais Indicações do Biospray para Garganta

  • Alívio de dores de Garganta;
  • Gripes e resfriados
  • Ação bactericida, fungicida e antibiótica;
  • Ação anti-inflamatória, anestésica e antiemética;
  • Melhora de tosses e facilitação da expulsão do catarro pela tosse.

Composição:

  • Extrato de Própolis
  • Extrato de Guaco
  • Extrato de Eucalipto
  • Extrato de Tuia
  • Extrato de Menta
  • Mel Silvestre qsp – 30ml

 

Modo de Usar: Borrifar na garganta quando necessário

Advertências
1. Nunca compre medicamento sem orientação de um profissional habilitado.
2. Imagens meramente ilustrativas.
3. Pessoas com hipersensibilidade à substância não devem ingerir o produto.
4. Em caso de hipersensibilidade ao produto, recomenda-se descontinuar o uso e consultar o médico.
5. Não use o medicamento com o prazo de validade vencido.
6. Manter em temperatura ambiente (15 a 30ºC). Proteger da luz, do calor e da umidade. Nestas condições, o medicamento se manterá próprio para o consumo, respeitando o prazo de validade indicado na embalagem.
7. Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças e animais domésticos.
8. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica.
9. Siga corretamente o modo de usar. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação médica.
10. O uso do medicamento durante o período de amamentação também não é recomendado.
11. Este medicamento não deve ser utilizado por menores de 18 anos sem orientação médica.
12. Os resultados dependem da correta utilização do produto, conforme descrito na posologia.
13. “SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO

Peso 44 g
Dimensões 9 × 3 × 3 cm

1-) Codigo: 5301

2-) Nome: Biospray para Garganta

3-) Descrição: Indicado para alívio de dores, irritações de garganta e tosses

            3.1-) Apresentação: Frasco spray contendo 30ml de solução

 

4-) Informações sobre o produto:

            4.1-) Para que serve?

O Biospray para Garganta promove o alívio de dores de garganta causadas por gripes e resfriados, com ação anti-inflamatória, anestésica e antiemética, promovendo também a melhora de tosses e facilitando a expulsão do catarro, além de proteger a garganta contra microrganismo devido as suas propriedades bactericida, fungicida e antibiótica. Em sua composição, está presente:

 

EXTRATO DE PRÓPOLIS – A própolis brasileira possui ácidos fenólicos prenilados, lignanas, terpenos e álcoois terpênicos e pequenas quantidades de flavonóides. Foram identificados pelo menos 29 tipos diferentes de princípio ativo na própolis brasileira. Nas últimas quatro décadas foi intensificado o interesse dos pesquisadores em estudá-la. Encontra-se na literatura um grande número de publicações, sobre a sua composição química, atividades biológicas e farmacológicas. A própolis bruta encontra-se no estado sólido, sendo dura a 15°C e maleável a partir dos 30°C. Suas propriedades físicas, como cor, odor e faixa de fusão (60° – 70°C) variam de uma amostra para outra. Devido à grande diversidade de espécies vegetais brasileiras visitadas pelas abelhas, ocorre uma elevada variação de seus princípios ativos. Sua composição química é extremamente complexa. A elevada variedade de princípios ativos tem gerado uma grande preferência internacional, não só para fins comerciais, mas também na área científica. Entende-se por Própolis o produto oriundo de substâncias resinosas, gomosas e balsâmicas, colhidas pelas abelhas, de brotos, flores e exsudados de plantas, nas quais as abelhas acrescentam secreções salivares, cera e pólen para elaboração final do produto. É constituída de resinas vegetais, cera de abelha, pólen e óleos essenciais. O extrato de Própolis comum ou marrom que possuímos em nosso portifólio é diferente da espécie comumente conhecida como própolis verde e quando associada à presença da planta Baccharis dracunculifolia, conhecida como alecrim do campo, no ambiente próximo a colmeia produtora, há geração da própolis de coloração esverdeada, o que caracteriza o produto. A ação farmacológica da própolis deve-se em grande parte à presença dos ácidos fenólicos e derivados. Vários ensaios biológicos destacam as propriedades da própolis como antiinflamatória, bactericida, fungicida, hepatoprotetora, cicatrizante, anti-úlcera, anti-cárie e anestésica, antivirótica, antiprotozoário, cicatrizante e regeneração de tecidos, antissépticas e hipotensivas, estimuladora do sistema imunológico, ação inibidora na multiplicação de células tumorais.

 

EXTRATO DE GUACO – Planta nativa da América do Sul, o Guaco apresenta ampla distribuição no Brasil, sendo encontrado da Bahia até Santa Catarina. É um subarbusto trepador de ramos lenhosos, cilíndricos, estriados, castanhos; suas flores são reunidas em capítulos, de cor branca e que são muito procuradas por abelhas melíferas durante a floração; o fruto é do tipo aquênio cilíndrico e glabro. As folhas constituem a droga vegetal. A folha do guaco é peciolada, oval-lanceolada, aguda, de 10 a 15 cm de comprimento, de margens inteiras e um tanto sinuosas, glabras e luzidia sobre ambas páginas, sensivelmente lobada, de base arredondada, truncada ou cordada; contém de 3 a 5 nervuras básicas, oriundas do ápice do pecíolo, que mede de 3 a 6 cm de comprimento. Seca, esta folha é fracamente aromática e possui sabor aromático e amargo. É uma planta que se adapta em qualquer tipo de solo, sendo os argilosos e úmidos os mais adequados. Pode ser colhido no final do inverno, tomando-se o cuidado de não arrancar a rama principal. O Guaco é empregado nas afecções do aparelho respiratório: bronquite crônica, asma e tosses; nas dores de origem reumática; nos quadros febris; externamente é indicado nas dermatites, nos ferimentos e nas afecções da orofaringe. Os constituintes do Guaco relaxam a musculatura lisa das vias aéreas e estimulam a secreção do muco, facilitando a expulsão do catarro pela tosse. Portanto promove uma ação broncodilatadora, expectorante e antiasmática. Nos estados febris, promove aumento da sudorese e aumenta a diurese. Possui, então, ações febrífuga e diurética, respectivamente. Forma uma película ou uma espécie de filme protetor quando aplicado sobre a pele. Exerce efeito emoliente, depurativo e cicatrizante.

 

EXTRATO DE EUCALIPTO – Árvore de grande porte pode ultrapassar os 40m de altura. Tronco retorcido, liso de casca cinzento-prateada que se solta facilmente. Com folhas coriáceas, opostas, de dois tipos morfológicos diferentes, as dos ramos jovens são azuladas, largas e peltadas, porém as dos ramos maduros são mais estreitas, lanceoladas ou em forma de foice. As flores solitárias nascem no pecíolo que é muito curto. O fruto é uma cápsula angulosa de cálice muito desenvolvido, persistente, fechado, com várias sementes miúdas. É indicado para afecções das vias respiratórias: gripes, bronquites, asma, tosse, catarro. Doenças reumáticas; antisséptico e repelente de insetos. Sua principal atividade é no aparelho respiratório em função do óleo essencial, que tem demonstrado, tanto por via oral como inalatória, atividade expectorante, fluidificante e antisséptica da secreção brônquica. Sendo assim, é usado basicamente para tratamento de afecções do trato respiratório. Tem atividade antibiótica comprovada – bactericida, fungicida, inseticida e anticáries. Age no tratamento de feridas e pele. Outras ações importantes derivam do seu poder antioxidante e hipoglicemiante (folhas).

 

EXTRATO DE TUIA – A Thuia (Thuja occidentalis) foi originalmente cultivada na América do Norte. É uma árvore nativa Europeia com uma altura máxima de 15-20 m. Ela tem características de coníferas piramidais, com ramos achatados e galhos em um plano, tendo folhas de escala-like pequenas. Ao longo de todo o ano, as folhas são verdes, com o lado inferior mostrando um verde mais brilhante, onde as glândulas de resina também residem. Possui pequenos pinos verdes de coníferas marrons contendo as sementes. É usada externamente nas hemorróidas, condilomas, papilomas e verrugas. Tem-se utilizado também para o tratamento dos transtornos menstruais, bronquite, enfisema, asma e parasitoses intestinais. Em Homeopatia é indicada nas verrugas; pólipos; inquietude e agitação; condilomas; úlceras; gonorréia; asma; hipertrofia da próstata; espermatorréia; acne facial, entre outras aplicações. Em estudos pré-clínicos a administração de T. occidentalis aumentou a atividade de células NK, citotoxidade mediada por células anticorpos-dependentes (ADCC) e citotoxidade mediada pelo complemento anticorpo-dependente (ACC) muito mais cedo, do que os animais portadores de tumores do controle. T. occidentalis também diminuiu nível elevado de citocinas pró-inflamatórias, tais como a interleucina (IL) -1β, IL-6, GM-CSF e fator de necrose tumoral (TNF) -α no soro de animais portadores tumor-metastático. O nível de fatores antitumorais, tais como IL-2 e o TIMP foi elevada pelo tratamento com T. occidentalis no soro, que foi reduzido nos animais não tratados portadores de tumor. O estudo sugere claramente que T. occidentalis eficazmente estimula o sistema imune mediada por células e diminui citocinas pró-inflamatórias, inibindo deste modo a metástase das células tumorais. Ao nível tópico, o extrato fluido tem demonstrado ser útil nos casos de verrugas, papilomas e condilomas, aplicando-se diretamente sobre a zona afetada e cobrindo com vaselina ou pasta de Lassar. Tem-se mencionado também atividade psicoanaléptica, emenagoga e antihelmíntica das tuyonas. Em solução alcoólica tem-se demonstrado efeito expectorante nos casos de infecções respiratórias, proporcionando uma ação diurética suave.

 

EXTRATO DE MENTA – Seu nome botânico Mentha deriva de Mintha, nome dado à ninfa que a deusa grega Perséfone, por ciúmes, transformou em planta e piperita = pimenta, relacionado ao sabor apimentado desta espécie. A Pharmacopeia dos Estados Unidos do Brasil 1ª Edição (1926) descreve as folhas e sumidades floridas que constituem a droga vegetal: “A hortelã pimenta é uma planta herbácea de caule quadrangular, ramoso, de 1 a 2 mm de diâmetro, com folhas pecioladas, ovais oblongas ou oblongo-lanceoladas, acuminadas, desigualmente serreadas, de 5 a 9 cm de comprimento, de cor verde clara a pardo-purpurina, quase glabras na página superior e pubescentes na inferior, principalmente sobre as nervuras; os pecíolos são levemente pubescentes e medem de 5 a 15 mm de comprimento. Esta espécie é indicada nas afecções gastrintestinais: inapetência, dispepsias hiposecretoras, flatulências, enterites, síndrome do cólon irritável, coleocistites, disquinesias hepatobiliares e vômitos; nas enxaquecas; nas dismenorréias; na fadiga e na sinusite. Topicamente é aplicada sobre as inflamações osteoauriculares, nas dores de dente, na urticária, nos eczemas, nas dermatomicoses, nas gripes e resfriados, na bronquite, rinite, sinusite e asma. Em Homeopatia é utilizada na tosse seca, cólica hepática e externamente no tratamento de prurido vaginal. O mentol é o principal componente do óleo essencial responsável pelo agradável aroma e pela ação terapêutica. Tanto o óleo essencial como os flavonóides são os responsáveis pelos efeitos antiespasmódico, colerético, colagogo, antiflatulento, antipruriginoso, antiemético e analgésico das mucosas proporcionados por esta espécie, os quais foram demonstrados através de numerosos ensaios in vtiro e in vivo. O efeito analgésico ao nível intestinal promove uma ligeira anestesia da mucosa gástrica, condicionando indiretamente a um efeito anti-emético, útil nos casos de náuseas e vômitos. Um estudo feito na Alemanha envolvendo 45 pacientes que sofrem de dispepsia, 95% demonstraram sinais de melhora, tais como a eliminação de gases, de cólicas e náuseas, ingerindo cápsulas feitas de 90 mg de óleo essencial de Hortelã e 50 mg de óleo de Alacarávia. Externamente o óleo essencial de Hortelã esfregado sobre as têmporas, testa e pescoço tem tido resultado no alívio das dores de cabeça. Num experimento duplo-cego, feita por pesquisadores da Universidade de Kiel, na Alemanha, em 32 sujeitos que sofrem de cefaléias tensionais, demonstraram que o óleo essencial de Hortelã atuava em um grau maior aliviando esta afecção, do que o mesmo óleo misturado com essência de Eucalipto ou extratos de Eucalipto. Outros experimentos demonstraram que o princípio amargo existente promove efeito aperitivo e os ácidos fenólicos propriedades antiinflamatórias, anti-sépticas e anti-fúngicas. Os taninos da Hortelã proporcionam um efeito adstringente útil nos casos de diarréias. Alguns estudos demonstraram que a mistura de extratos vegetais ricos em óleos essenciais pode produzir um certo grau de anorexia útil no tratamento da obesidade, como é o caso da mistura de Eucaliptus globolus, Rosmarinus officinalis e Mentha piperita.

 

MEL – O Mel é um produto natural obtido a partir do néctar das flores e de excreções da abelha. Além de ser um ótimo adoçante natural, é um alimento cheio de benefícios para o nosso organismo. O mel silvestre é rico em carboidratos e açúcar, sendo assim uma ótima fonte de energia. Além disso, é composto por outros nutrientes como potássio, magnésio, sódio, cálcio, fósforo, ferro, manganês, cobalto, cobre e alguns outros minerais. O Mel ajuda a tratar a acne, regula o açúcar no sangue, melhora a função cerebral, é bom contra dores de garganta e tosse, pode ser usado como remédio para feridas leves, reduz o estresse metabólico, combate a insônia, fortalece o sistema imunológico, e favorece o metabolismo.

 

            4.2-) Principais Indicações?

  • – Alívio de dores de Garganta;
  • – Gripes e resfriados
  • – Ação bactericida, fungicida e antibiótica;
  • – Ação anti-inflamatória, anestésica e antiemética;
  • – Melhora de tosses e facilitação da expulsão do catarro pela tosse.

 

            4.3-) Contra Indicações?

Gravidez, lactação, crianças menores de 1 ano, convulsões, doenças autoimunes, lupús, artrite reumatoide, AIDES, portadores de doenças inflamatórias do trato gastrointestinal, doenças inflamatórias dos dutos biliares, doenças hepáticas graves, hipersensibilidade ao eugenol ou a algum dos componentes contidos na fórmula. Contudo, a venda é realizada sob prescrição de profissional habilitado, podendo este ser o nosso farmacêutico de acordo com a Resolução 586/2013 do Conselho de Farmácia. Consulte-o!

 

            4.4-) Referências Bibliográficas

  • – Literatura do Fornecedor
  • – “Tratado de fitomedicina – bases clínicas e farmacológicas”. Dr. Jorge R. Alonso – editora Isis. 1.998 – Buenos Aires – Argentina.
  • – BATISTUZZO J.A.de O. Formulário médico Farmacêutico 3ª ed. São Paulo: Pharmabooks Editora, 2006.

 

5-) Composição:

  • Extrato de Própolis
  • Extrato de Guaco
  • Extrato de Eucalipto
  • Extrato de Tuia
  • Extrato de Menta
  • Mel Silvestre qsp – 30ml

6-) Modo de Usar: Borrifar na garganta quando necessário

7-) Validade: 6 meses

8 -) Advertências:

  1. Nunca compre medicamento sem orientação de um profissional habilitado.
    2. Imagens meramente ilustrativas.
    3. É necessário uma dieta e exercícios físicos para auxiliar a redução de peso.
    4. Pessoas com hipersensibilidade à substância não devem ingerir o produto.
    5. Em caso de hipersensibilidade ao produto, recomenda-se descontinuar o uso e consultar o médico.
    6. Não use o medicamento com o prazo de validade vencido. Qualquer dúvida entre em contato com a Biopharma.
    7. Manter em temperatura ambiente (15 a 30ºC). Proteger da luz, do calor e da umidade. Nestas condições, o medicamento se manterá próprio para o consumo, respeitando o prazo de validade indicado na embalagem.
    8. Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.
    9. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica.
    10. O uso do medicamento durante o período de amamentação também não é recomendado.
    11. Este medicamento não pode ser partido ou mastigado.
    14. Este medicamento não deve ser utilizado por menores de 18 anos sem orientação médica.
    15. “SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO”.

0.0 nota
0
0
0
0
0

Seja o primeiro a avaliar “BIOspray para Garganta”

Ainda não há avaliações

Perguntas e respostas

Ainda não há perguntas.

Faça uma pergunta

Sua pergunta será respondida pela loja ou por outro cliente.

Agradecemos sua pergunta!

Sua pergunta foi recebida e será respondida em breve.

Erro

Warning

Ocorreu um erro ao gravar sua pergunta. Entre em contato com o administrator do site. Informações adicionais:

Adicionar uma resposta

Agradecemos sua resposta!

Sua resposta foi recebida e será publicada em breve.

Erro

Warning

Ocorreu um erro ao gravar sua pergunta. Entre em contato com o administrator do site. Informações adicionais: