, , , , ,

Chá Drenante – Tratamento Anti-Celulite


Indicado para auxiliar em tratamentos de celulite e melhora da circulação, promove a desintoxicação do organismo, desincha, e acelera o metabolismo aumentando a queima de gorduras.

Apresentação: Bolsa com 30 sachês sabor cítrico

R$102,00

Simulação de frete

O Chá Drenante – Tratamento Anti-Celulite é um composto que auxilia no tratamento de celulite graças a sua ação efetiva sobre a circulação, além de melhorar os sintomas de insuficiência venosa, como a sensação de peso, inchaço e dores nas pernas, câimbras, má circulação, e varizes. Promove a desintoxicação do organismo, desincha, e acelera o metabolismo aumentando a queima de gorduras.

 

  • Principais Indicações do Chá Drenante – Tratamento Anti-Celulite:
    • – Auxilio no tratamento contra celulites;
    • – Melhora de sintomas de insuficiência venosa;
    • – Fortalecimento dos vasos capilares;
    • – Ação anti- inflamatória e antivaricosa;
    • – Desintoxicação do organismo e diminuição do inchaço;
    • – Acelera o metabolismo promovendo a queima de gorduras;
    • – Redução de impactos proporcionados pelos distúrbios ocorridos na tireoide;
    • – Redução dos níveis glicêmicos do sangue;
    • – Aumento da firmeza e elasticidade da pele prevenindo rugas e flacidez.

 

  • Contra Indicações?
    • A venda deve ser realizada sob prescrição de profissional habilitado, podendo este ser o nosso farmacêutico de acordo com a Resolução 586/2013 do Conselho de Farmácia. Consulte-o!

 

  • Composição do Chá Drenante – Tratamento Anti-Celulite :
    • Diosmina – 300mg
    • Hesperidina – 50mg
    • Chá Verde – 100mg
    • Sinetrol – 250mg
    • Centella Asiatica – 100mg
    • Castanha da Índia – 100mg
    • Rutina – 100mg
    • Escina – 10mg
    • Fucus – 100mg
    • Colágeno – 5g
    • Aroma + Excipientes qsp – 1 sachê

 

Modo de Usar o Chá Drenante – Tratamento Anti-Celulite : Uso oral – Tomar 1 sachê ao dia, diluído em 500ml de água.

 

  • Dica:
    • Para potencializar o efeito do tratamento, pode ser utilizado o Combo Anti-Celulite (Cód 5607), composto pelo Chá Drenante – Tratamento Anti-Celulite, Creme Esfoliante Apricot, e Creme Redutor Anti-Celulite, tornando o tratamento mais completo com estimulação via oral e tópica, e acelerando a visualização de seu efeito, pesquise no código acima, dúvidas entre em contato!

 

  • Advertências:
    • 2. Imagens meramente ilustrativas.
      3. É necessário uma dieta e exercícios físicos para auxiliar a redução de peso.
      6. Não use o medicamento com o prazo de validade vencido. Qualquer dúvida entre em contato com a Biopharma.
      9. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica.
Peso 353 g
Dimensões 27 × 20 × 6 cm

1-) Codigo: 5605

2-) Nome: Sachê Drenante Anti-Celulite Power

3-) Descrição: Indicado para auxiliar em tratamentos de celulite e melhora da circulação

            3.1-) Apresentação: Bolsa com 30 sachês sabor cítrico

 

4-) Informações sobre o produto:

            4.1-) Para que serve?

O Sachê Drenante Anti-Celulite é um composto que auxilia no tratamento de celulite graças a sua ação efetiva sobre a circulação, além de melhorar os sintomas de insuficiência venosa, como a sensação de peso, inchaço e dores nas pernas, câimbras, má circulação, e varizes. Promove a desintoxicação do organismo, desincha, e acelera o metabolismo aumentando a queima de gorduras. Em sua composição, está presente:

 

DIOSMINA – A diosmina é um bioflavonóide utilizado no tratamento dos distúrbios venosos e da circulação periférica de retorno. Um antivaricoso sistêmico e vasoprotetor, que ativa a circulação sanguínea por aumentar a norepinefrina e a elasticidade das veias, ajudando a melhorar o fluxo de sangue. Na microcirculação, reduz a hipermeabilidade e reforça a resistência dos vasos capilares, o que resulta na redução do edema (inchaço) de origem venosa. Age basicamente de três formas na circulação de retorno: prolonga a atividade da norepinefrina parenteral das veias, aumentando o tônus venoso e reduzindo a venostase; na microcirculação, reduz a hiperpermeabilidade capilar e reduz a fibrinólise; nos vasos linfáticos, aumenta a frequência e a intensidade das contrações. A diosmina costuma ser utilizada em associação com a hesperidina, outro flavonóide, que reforça a ação da diosmina. Portanto é indicada para todas as manifestações da doença venosa dos membros inferiores. Hemorróidas e crise hemorroidária. Estados hemorrágicos ligados à fragilidade capilar (petéquias) e hemorragias ginecológicas.

 

HESPERIDINA – A Hesperidina é um fitoterápico de estrutura glicosídeo-flavonoídica, conhecido também como vitamina P ou citrina. É um protetor vascular que atua sobre a parede dos capilares e sobre a permeabilidade dos endotélios, resultando em uma atividade anti-inflamatória e antiexsudativa. Também possui atividade antioxidante por impedir a oxidação do LDL. A associação da Hesperidina com vitamina C melhora sua ação e diminui a fragilidade capilar. Hesperidina é uma substância natural encontrada em abundância no mesocarpo (porção branca) dos limões e das laranjas verdes, podendo ser encontrada também nas uvas, ameixa, mamão, própolis e Gingko biloba. Também está presente no Citrus aurantium e Coleus Forskolli. A Hesperidina é indicada em casos de insuficiência venosa crônica, vasculopatias, capilaropatias, hipermeabilidade capilar; também usada em processos inflamatórios, hemorróidas, edemas estáticos e traumáticos, flebites, tromboflebites e na profilaxia da trombose pré e pós-operatórias.

GREEN TEA (CHÁ VERDE) – O chá produzido a partir das folhas da planta Camellia sinensis é, depois da água, a bebida não alcoólica mais consumida no mundo. Durante séculos, o chá tem sido considerado pelos orientais como uma bebida saudável, sendo utilizado na China há aproximadamente 3.000 anos, sendo este país o seu principal produtor. A C. sinensis é amplamente cultivada no sul da Ásia, incluindo China, Índia, Japão, Tailândia, Sri Lanka e Indonésia. A medicina chinesa tradicional recomenda o consumo do chá, pois o considera uma bebida benéfica à saúde, devido às suas propriedades antioxidantes, antiinflamatórias, antihipertensivas, antidiabéticas e antimutagênicas. Os polifenóis contidos no Chá verde são as catequinas, com múltiplas estruturas ligadas como anéis. Os Polifenóis são uma forma de bioflavonóides com vários grupos de fenol. Eles controlam as atividades do sabor e ações biológicas. A dominante e mais importante catequina do Chá verde é (-) Epigallocatechina Gallate (EGCG), um potente antioxidante utilizado na produção de alimentos, assim como em pesquisas com animais. Os grupos de fenóis capturam pró-oxidantes e radicais livres. EGCG chega a ser 200 vezes mais poderoso do que a vitamina E em neutralizar os pró-oxidantes e radicais livres que atacam os lipídios no cérebro, in vivo. É 20 vezes mais potente que a vitamina E em reduzir a formação de peróxidos pelo método do oxigênio ativo, in vitro. O Chá verde extrato é usado primeiramente por sua capacidade de combater radicais livres, mas existem várias outras aplicações. Seu ingrediente chave (-) Epigallocatechina Gallate (EGCG), protege contra infecções digestivas e respiratórias. (Uma solução de 1 mcg/ml de EGCG inibiu a influência de vírus in vitro). Isto ajudou a bloquear as ações progressivas do câncer, luz ultravioleta, e metástase em sinais de nascença da pele, estômago,intestino, fígado ou pulmões. Altas quantidades (0.5% a 1% da dieta) foram protetoras contra os níveis de colesterol LDL em uma dieta, colesterolêmica em ratos. Catequinas cruas a 0.5% da dieta mostrou ser efetiva em reduzir as pressões sanguíneas em ratos hipertensivos. EGCG também reduz a agregação plaquetária mais do que a aspirina ou a Ginkgo biloba extrato seco. Chá verde é muito efetivo em inibir bactérias patogênicas que causam o envenenamento alimentar, mas aumenta os níveis de acidophilus (bactéria amigável), 500 mg catequinas (250 mg EGCG) diariamente regularizou os hábitos intestinais significantemente. Chá verde extrato seco também bloqueou a associação da bactéria associada com a cárie dental. O Chá verde auxilia no emagrecimento, promove a queima de gorduras localizadas, diminui as taxas de colesterol, além de ativar o sistema imunológico e previnir o câncer.

 

SINETROL – Sinetrol® é composto de frutas cítricas: toranja (laranja vermelha) (Citrus paradisi), laranja (Citrus sinensis) e guaraná (Paullinia cupana), padronizado em naringina. Sinetrol® contém também hesperidina (outro tipo de flavanona), cafeína, presente naturalmente, e ainda cianidina-3-glicosídeo (C3G), um tipo de antocianina. Sua atividade antioxidante e lipolítica é comprovada por estudos através da sinergia dos seus ativos, proporcionando melhores resultados quando comparado com seus ativos de forma isolada. A categoria de antioxidantes mais importante são os flavonoides, que por sua vez se dividem em antocianinas (presente nas frutas vermelhas), flavanonas (presente nas frutas cítricas), flavonóis (encontrados no chá verde, maçã, vinho tinto, cebola, brócolis). Estas substâncias bioativas são extremamente benéficas para a saúde, atuando na prevenção e tratamento de doenças cardiovasculares, doenças inflamatórias, neurodegenerativas e câncer, assim como no tratamento da obesidade, tendo em vista o seu caráter inflamatório. Alguns tipos de antioxidantes ainda são capazes de contribuir para a lipólise, processo de quebra da gordura, facilitando ainda mais o gerenciamento de peso. Dentre estes, destaca-se a naringina, presente nos mais variados tipos de laranja, sendo capaz de inibir a AMPc fosfodiasterase (PDE-AMPc), enzima que degrada AMPc (fator de transcrição responsável pela expressão de genes que participam do metabolismo lipídico). A lipólise é um processo de quebra de triglicérides (TG) em moléculas menores de ácidos graxos e glicerol, e pode ocorrer por 3 formas: 1. Regulado por hormônios, como epinefrina, norepinefrina, glucagon, adrenocorticotrópicos (ACTH), que por sua vez ativam receptores β-adrenérgicos que ativam a lipase hormônio sensível (LHS); 2. Inibição da enzima catecol-O-metiltransferase (COMT); 3. Inibição da enzima fosfodiasterase (PDE). O processo de lipólise gerado por Sinetrol® ocorre através da última via citada, com a inibição de PDE, que é responsável por degradar AMPc (monofosfato cíclico de adenosina). Com mais AMPc circulante, aumenta-se os níveis da enzima LHS, e com isso aumenta-se a taxa de quebra de TG, desta forma ocorre a redução do volume dos adipócitos e consequentemente a redução de gordura corporal. Este processo em Sinetrol® é ainda intensificado através da tecnologia patenteada e exclusiva “Fat Shredding Technology” (Tecnologia de Quebra de Gordura) que atua aumentando a taxa de lipólise. Sinetrol® tem a capacidade de inibir até 97% da PDE, isso ocorre pela sinergia dos seus compostos fenólicos: naringina, cianidina, naringenina, isonaringina, narirutina, hesperidina e cafeína, que juntos potencializam a ação. A ação lipolítica é medida através dos ácidos graxos livres (AGL) no plasma. Apesar desse AGL no sangue, os estudos comprovaram que não há aumento no perfil lipídico dos pacientes. Esse equilíbrio é atribuído ao aumento de ApoA1, componente do HDL, que garante a remoção do excesso de LDL do plasma. Este processo ocorre, principalmente, pela naringina, que é agonista de PPAR, aumentando sua transcrição e, portanto, regula e controla de forma mais eficaz a expressão de genes relacionados ao metabolismo lipídico. Outra ação de Sinetrol® é o seu poder antioxidante, que ocorre através do flavonóide hesperidina, importante na redução do estresse oxidativo através da modulação de TNFα, assim como reduzir MDA (malondialdeído), que é um subproduto típico da peroxidação lipídica. O Sinetrol possui efeito lipolítico e antioxidante, atua no gerenciamento de peso, reduzindo medidas de circunferência da cintura e quadril, e reduzindo a gordura na região abdominal. Tem por vantagens ser comprovadamente seguro, e não possuir efeitos colaterais.

 

CENTELLA ASIÁTICA – Planta de porte herbáceo rasteiro, acaule, estolonífera, rizomatosa, com estolões de até 30 cm de comprimento e confundido com ramos, que formam sobre o solo um tapete semelhante a um gramado. A cada entre nó do rizoma aparecem 1 a 2 folhas inteiras, longo-pecioladas, cordiformes ou no formato de pata equina, margens onduladas, cor verde brilhante na página superior e verde mais claro na inferior. As flores pequenas são brancas, reunidas em pequenas umbelas que surgem na base das folhas. É considerada uma invasora, espontânea, prefere solos bem drenados. Nativa na Ásia, amplamente disseminada no Brasil, principalmente na planície litorânea. Tem ação eutrófico do tecido conjuntivo, normalizador da circulação venosa de retorno, tônico, vulnerário, vasodilatador periférico, calmante, refrescante, anticelulítico e preventivo de rugas. Os constituintes da fração triterpênica da Centella atuam normalizando a produção de colágeno ao nível dos fibroblastos, promovendo o restabelecimento de uma trama colágena normal e flexível e consequente “desencarceramento” das células adiposas, permitindo a liberação da gordura localizada graças à possibilidade de penetração das enzimas lipolíticas. Promove a normalização das trocas metabólicas entre a corrente sanguínea e os adipócitos. Esta função é ainda auxiliada pela melhora da circulação venosa de retorno e pela diminuição da fragilidade capilar, que combate os processos degenerativos do tecido venoso. Também controla a fixação da prolina e alanina, elementos fundamentais na formação do colágeno. Sua ação sobre os edemas de origem venosa orientam o tratamento das celulites localizadas. Favorece o processo de cicatrização e age sobre fibroses de várias origens. Apresenta certa ação antiinflamatória. O asiaticosídeo tem ação antibiótica e age como cicatrizante de feridas na pele. É indicado seu uso interno para desordens dermatológicas como eczemas, úlceras varicosas, hematomas, rachaduras da pele, varizes e celulites. E seu uso externo no tratamento da celulite e da gordura localizada.

 

CASTANHA DA ÍNDIA – As sementes da castanha da Índia (Aesculus hippocastanum L.) são utilizadas em vários países no tratamento de varizes e hemorroidas. Elas contêm de 3 a 10% de uma mistura complexa de saponinas, tendo como principal componente a β-aescina. As saponinas desencadeiam várias ações biológicas devido às suas propriedades tensoativas ocasionadas pela estrutura química que é constituída de uma parte lipofílica e outra hidrofílica, devido à presença de açúcares. Muitas evidências confirmam a atividade da β-aescina no tratamento da insuficiência venosa crônica. Possui atividade anti-inflamatória sobre a circulação periférica, antiedematosa e flebotônica. É indicada na fragilidade capilar, varizes, hemorroidas e edemas por má circulação, flebites, insuficiência crônica venal, reduzindo o processo de retenção capilar, pele (dermatite, eczema, inflamações gerais), peso e dor nas pernas. Nas hemorroidas acalma a dor, e sendo vasoconstritor periférico, é empregado também em forma de pomadas. É adstringente, antiedêmica, anti-hemorroidal, anti-inflamatória, estimulante, hemostática, redutora da permeabilidade capilar, tônica, vasoconstritora e vasoprotetor. O óleo tem sido recomendado contra dores gotosas e reumáticas.

 

RUTINA – A Rutina é um bioflavonóide natural, que consta nas farmacopeias americana, europeia e brasileira. Esta substância é extraída da planta brasileira Dimorphandra mollis. Os bioflavonóides são conhecidos por suas propriedades antioxidantes e por terem habilidade de aumentar a resistência dos capilares (vasos sanguíneos) regulando a sua permeabilidade. A Rutina inibe a liberação de histamina, que aumenta a permeabilidade dos vasos sanguíneos durante os processos alérgicos e inflamatórios e promove a transferência de líquidos indesejáveis para os tecidos. Rutina é indicado no tratamento antivaricoso (aumenta a resistência dos vasos capilares); auxiliar na prevenção de hemorroidas; aumenta a absorção de vitamina C no organismo (atua sinergicamente com a vitamina C para ajudar na manutenção do sistema imune); tem ação antioxidante que previne a formação de radicais livres; auxiliar no controle da hipertensão e tem ação diurética.

 

ESCINA – É uma mistura de saponinas extraída da semente da castanha da índia (Aesculus hippocastanum). É um flebotônico fitoterápico tanto por via oral como tópica. Por sua ação sobre veias e capilares diminui a hiperpermeabilidade vascular, melhorando a hemodinâmica, a linfocinese e reduzindo o edema dos membros inferiores em pacientes com varizes ou submetidos a cirurgia. É bastante aplicada no tratamento de varizes, edemas venosos, problemas de hemorróidas, linfedemas entre outros.

 

FUCUS – O Fucus é indicado em casos de hipotireoidismo, obesidade, adiposidades localizadas, bulimia, úlceras gastroduodenais, hiperlipidêmicas, mal-estar, diarreias. Em uso tópico: feridas, epistaxis, ulcerações dérmicas, hemorragias odontológicas. A abundância de sais minerais faz do fucus uma planta remineralizante. O iodo confere uma ação estimulante da tireoide. Favorecendo os processos catabólicos, pois é utilizado como coadjuvante no tratamento de emagrecimento. Os sais potássicos são diuréticos. A grande capacidade de entumecer da algina, que não se absorve no intestino, induz uma sensação de satisfação gástrica. Pela grande capacidade de aderência e seu poder de revestimento são soluções coloidais dos alginatos, atua como protetora das mucosas digestivas. É laxante suave e, por seu poder absorvente, antidiarréico. O alginato de cálcio se usa como hemostático local de ação rápida. As laminas exercem uma ação hipolipermiante, hipocolesterolemiante. É indicado para reduzir os impactos proporcionados pelos distúrbios ocorridos na tireoide, doenças urinárias, estomacais, tosse e asma, e redução dos níveis glicêmicos do sangue.

 

COLÁGENO – O colágeno é uma proteína estrutural básica. Na natureza, é encontrada exclusivamente em animais, constituindo aproximadamente 30% de proteína animal. É um componente essencial dos tecidos e sistema esquelético, sendo encontrado como constituinte da pele, tendões, cartilagens, ossos e tecido conectivo. Colágeno in vivo, geralmente é branco, opaco, com fibrilas não ramificadas, embebidas em uma matriz de mucopolissacarídeos e outras proteínas. A quantidade depende do tipo de tecido e a idade do animal. As moléculas de colágeno são constituídas por três cadeias, arranjadas de tal forma que 95% correspondem a uma tripla hélice. Um organismo saudável necessita de colágeno para a manutenção do tônus muscular e de uma pele firme. Pesquisas mostram que, por volta dos 25 anos, o organismo começa a diminuir a produção de colágeno em contraposição à necessidade constante dessa importante molécula no processo de rejuvenescimento e reparação celular. O colágeno é a principal proteína do corpo que garante a coesão, elasticidade e regeneração da pele, cartilagem e ossos. Há diferentes tipos de colágeno encontrados em locais específicos do corpo. Aos 50 anos, o corpo só produz em média 35% do colágeno necessário. Supõe-se que esta seja uma das principais causas do envelhecimento. Com a diminuição do colágeno, os músculos ficam flácidos, diminui a densidade dos ossos, as articulações e ligamentos perdem a elasticidade e a força, a cartilagem que envolve as articulações fica frágil e porosa. O colágeno do tipo I hidrolisado ou Peptídeos de colágeno, é utilizado para diversas aplicações, tais como: Osteopenia; Saúde articular; Osteoporose; Perda óssea; Firmeza muscular e de pele; Produtos para saciedade; Produtos para medicina esportiva. O Colágeno Hidrolisado também preenche o estômago rapidamente, e faz com que o processo de esvaziamento aconteça mais devagar, prolongando a sensação de saciedade. Com isso, ocorre menor consumo de calorias, e emagrecimento com diminuição do risco de obter flacidez no processo.

 

  • Dica:
  • Para potencializar o efeito do tratamento, pode ser utilizado o Combo Anti-Celulite (Cód 5607), composto pelo Sachê Drenante, Creme Esfoliante Apricot, e Creme Redutor Anti-Celulite, tornando o tratamento mais completo com estimulação via oral e tópica, e acelerando a visualização de seu efeito.

 

            4.2-) Principais Indicações?

  • – Auxilio no tratamento contra celulites;
  • – Melhora de sintomas de insuficiência venosa;
  • – Fortalecimento dos vasos capilares;
  • – Ação anti- inflamatória e antivaricosa;
  • – Desintoxicação do organismo e diminuição do inchaço;
  • – Acelera o metabolismo promovendo a queima de gorduras;
  • – Redução de impactos proporcionados pelos distúrbios ocorridos na tireoide;
  • – Redução dos níveis glicêmicos do sangue;
  • – Aumento da firmeza e elasticidade da pele prevenindo rugas e flacidez.

 

            4.3-) Contra Indicações?

Gravidez e lactação, casos de insuficiência hepática e renal, pacientes com níveis elevados de ácido úrico, gota, gastrites, úlcera gastrointestinal, lesões da mucosa digestiva em atividade, hipertiroidismo, pacientes em tratamento com hormônios tireóideos e com agentes antitireoídeos, ansiedade, insônia, taquicardia paroxística, hipertensão arterial, cardiopatias, hipersensibilidade à cafeína ou a algum dos componentes contidos na fórmula. Pouco se recomenda em epilepsia e hiperlipidemia. Contudo, a venda é realizada sob prescrição de profissional habilitado, podendo este ser o nosso farmacêutico de acordo com a Resolução 586/2013 do Conselho de Farmácia. Consulte-o!

 

            4.4-) Referências Bibliográficas

  • – Literatura do Fornecedor
  • – BATISTUZZO J.A.de O. Formulário médico Farmacêutico 3ª ed. São Paulo: Pharmabooks Editora, 2006.

 

5-) Composição:

  • Diosmina – 300mg
  • Hesperidina – 50mg
  • Chá Verde – 100mg
  • Sinetrol – 250mg
  • Centella Asiatica – 100mg
  • Castanha da Índia – 100mg
  • Rutina – 100mg
  • Escina – 10mg
  • Fucus – 100mg
  • Colágeno – 5g
  • Aroma + Excipientes qsp – 1 sachê

6-) Modo de Usar: Uso oral – Tomar 1 sachê ao dia, diluído em 500ml de água.

7-) Validade: 6 meses

8 -) Advertências:

  1. Nunca compre medicamento sem orientação de um profissional habilitado.
    2. Imagens meramente ilustrativas.
    3. É necessário uma dieta e exercícios físicos para auxiliar a redução de peso.
    4. Pessoas com hipersensibilidade à substância não devem ingerir o produto.
    5. Em caso de hipersensibilidade ao produto, recomenda-se descontinuar o uso e consultar o médico.
    6. Não use o medicamento com o prazo de validade vencido. Qualquer dúvida entre em contato com a Biopharma.
    7. Manter em temperatura ambiente (15 a 30ºC). Proteger da luz, do calor e da umidade. Nestas condições, o medicamento se manterá próprio para o consumo, respeitando o prazo de validade indicado na embalagem.
    8. Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.
    9. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica.
    10. O uso do medicamento durante o período de amamentação também não é recomendado.
    11. Este medicamento não pode ser partido ou mastigado.
    14. Este medicamento não deve ser utilizado por menores de 18 anos sem orientação médica.
    15. “SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO”.

Perguntas e respostas

Ainda não há perguntas.

Faça uma pergunta

Sua pergunta será respondida pela loja ou por outro cliente.

Agradecemos sua pergunta!

Sua pergunta foi recebida e será respondida em breve.

Erro

Warning

Ocorreu um erro ao gravar sua pergunta. Entre em contato com o administrator do site. Informações adicionais:

Adicionar uma resposta

Agradecemos sua resposta!

Sua resposta foi recebida e será publicada em breve.

Erro

Warning

Ocorreu um erro ao gravar sua pergunta. Entre em contato com o administrator do site. Informações adicionais: