, ,

Complexo B (B1, B6 e B12) + Analgésico


Indicado para casos de dores e inflamações e auxiliar no tratamento contra neuropatias, o Complexo B (B1, B6 e B12) + Analgésico, associação do Diclofenaco Sódico com o Complexo B, com ação anti-inflamatória, analgésica e relaxante muscular.

Apresentação: Frasco contendo 30 cápsulas gelatinosas

R$37,00

Simulação de frete

O Complexo B (B1, B6 e B12) + Analgésico é uma associação do Diclofenaco Sódico com as Vitaminas B1, B6 e B12, conferindo ação anti-inflamatória, analgésica e antineurítica, que atua contra neuropatias, e auxilia na melhora de dores lombares, dores cervicais, síndrome do turno do carpo, fibromialgias, espondilite, além de agir como relaxante muscular.

Na composição do Complexo B (B1, B6 e B12) + Analgésico encontramos:

VITAMINA B1 (TIAMINA) – Conhecida como Tiamina A, não está diretamente associada à saúde do cabelo, entretanto, essa vitamina combate o estresse, um dos principais motivos da queda de cabelo. Logo, pode ser coadjuvante na prevenção da perda dos fios.

VITAMINA B6 (PIRIDOXINA) – A piridoxina conhecida como vitamina B6 é conhecida por ter influência direta no crescimento do cabelo. “A falta desse ativo no corpo pode causar alopecia, uma doença que leva à redução parcial ou total dos fios em determinadas regiões da cabeça”, conta. Além disso, sua presença é essencial para o funcionamento do metabolismo do corpo, para a regulação hormonal, e para metabolizar os alimentos e transformá-los em energia. Outra ação importante realizada pelo ativo é a melhora da circulação no couro cabeludo, área onde os fios nascem e se desenvolvem. O resultado será fios mais fortes e saudáveis. Com o uso frequente da vitamina B6 será possível perceber a melhora na queda do cabelo, além de crescimento acelerado.

VITAMINA B12 (CIANOCOBALAMINA) – Ela é uma vitamina extremamente biodisponível, ou seja, que é facilmente metabolizada e absorvida pelo nosso organismo. Essa absorção, por sua vez, ocorre no íleo, uma das porções do intestino delgado. A metabolização dessa substância, no entanto, se dá no fígado, enquanto a sua excreção é feita pelos rins. A B12, além de agir como uma vitamina, também atua como coenzima. Ou seja, ela participa de uma série de reações como catalisadora, alterando a velocidade de tais reações e tornando-as muito mais ágeis. Como muitos outros exemplares do complexo B, a vitamina B12 tem importantes funções biológicas. Entre elas, podemos citar a saúde dos sistemas nervoso e cardiovascular. Ela é, portanto, essencial para uma vida saudável e com muita qualidade.

DICLOFENACO SÓDICO – Substância não-esteroide, possui acentuadas propriedades antirreumática, anti-inflamatória, analgésica e antipirética. A inibição da biossíntese de prostaglandina, que foi demonstrada em experimentos, é considerada fundamental no seu mecanismo de ação. As prostaglandinas desempenham um importante papel na causa da inflamação, da dor e da febre. É indicado para o tratamento de formas degenerativas e inflamatórias de reumatismo: artrite reumatoide, artrite reumatoide juvenil, espondilite anquilosante, osteoartrite e espondilartrite, síndromes dolorosas da coluna vertebral, reumatismo não-articular; Crises agudas de gota; Inflamações pós-traumáticas e pós-operatórias dolorosas e edema, como por exemplo, após cirurgia dentária ou ortopédica; Condições inflamatórias e/ou dolorosas em ginecologia, como por exemplo, dismenorreia primária ou anexite; Como auxiliar no tratamento de processos infecciosos acompanhados de dor e inflamação de ouvido, nariz ou garganta, como por exemplo, faringoamigdalites, otites.

 

 

  • Principais Indicações do Complexo B (B1, B6 e B12) + Analgésico:
    • – Melhora de dores e inflamações (ação analgésica e anti-inflamatória);
    • – Auxílio no tratamento contra neuropatias (ação antineurítica);
    • – Melhora de dores lombares e dores cervicais;
    • – Auxílio no tratamento da síndrome do turno do carpo;
    • – Auxílio no tratamento de fibromialgias;
    • – Auxílio no tratamento de espondilite.

 

  • Composição do Complexo B (B1, B6 e B12) + Analgésico:
    • Cianocobalamina – 1000mcg
    • Tiamina – 50mg
    • Piridoxina – 50mg
    • Diclofenaco Sódico – 50mg
    • Excipiente qsp – 1 cápsula

Modo de Usar o Complexo B (B1, B6 e B12) + Analgésico: Uso oral – Tomar 1 cápsula conforme orientação.

Peso 20 g
Dimensões 7 × 4 × 4 cm

1-) Codigo: 5669

2-) Nome: Fórmula Complexo B + Analgésico

3-) Descrição: Indicado para casos de dores e inflamações e auxiliar no tratamento contra neuropatias

            3.1-) Apresentação: Frasco contendo 30 cápsulas gelatinosas

 

4-) Informações sobre o produto:

            4.1-) Para que serve?

A Fórmula Complexo B + Analgésico é uma associação do Diclofenaco Sódico com as Vitaminas B1, B6 e B12, conferindo ação anti-inflamatória, analgésica e antineurítica, que atua contra neuropatias, e auxilia na melhora de dores lombares, dores cervicais, síndrome do turno do carpo, fibromialgias, espondilite, além de agir como relaxante muscular. Em sua composição, está presente:

           

CIANOCOBALAMINA (VITAMINA B12) – A Vitamina B12 é a mais complexa das vitaminas, contém um microelemento, o cobalto que, na B12 purificada, está ligado a um grupo cianeto, o que lhe confere a denominação de cianocobalamina. Constitui um cofator e uma coenzima em muitas reações bioquímicas, como síntese de DNA, síntese de metionina a partir da homocisteína e conversão do propionil em succinil coenzima A, a partir do metilmalonato. A cianocobalamina é a forma mais indicada da cobalamina nos quadros ematológicos e a forma hidroxicobalamina nos quadros neurológicos. A forma ativa da Vitamina B12 nos sistemas biológicos é a Coenzima B12. Nela o grupo cianeto é substituído por adenosil, em reação catalisada por magnésio, Vitamina B2, vitamina B3 e ATP. Mais de 80% da vitamina presente no fígado se encontra sob a forma de coenzima B12. As aplicações da Vitamina B12 são: Deficiência da Vitamina B12; Tratamento de anemia megaloblastica e perniciosa; Dermatite atópica; Suplementação para idosos. No organismo, apresenta funções como: Participação na síntese do ácido nucléico na forma de coenzima; Formação de células vermelhas do sangue; mantém as funções normais das células nervosas.

 

TIAMINA (VITAMINA B1) – A Vitamina B1, também conhecida como Tiamina A, é uma vitamina do complexo B, solúvel em água e é responsável por fazer parte de diversos processos enzimáticos. A Tiamina é essencial para a metabolização de carboidratos e aminoácidos. Os sintomas da falta desta vitamina são manifestados em curto período de tempo, menos de um mês, com alguns sintomas como fraqueza, ataxia e dormência nas extremidades. Em grande período de tempo, pode levar a outras doenças mais graves. A vitamina B1 é indicada em tratamentos de deficiência de Tiamina; Beribéri ou encefalopatia de Wernicke; Gravidez e a lactação; Alcoolismo crônico; Síndrome de Wernicke-Korsakoff; Neurite e a polineurite; diferentes síndromes dolorosas, como dores reumáticas, algias da zona ou algias dos amputados, algias dos cancerosos e dos artríticos, crises de enxaqueca, nevralgias dentárias; Repelente anti-mosquitos (em consequência da sua eliminação cutânea).

 

PIRIDOXINA (VITAMINA B6) – A piridoxina é utilizada nos tratamentos e na prevenção dos estados de carência da vitamina no organismo, no tratamento de certos distúrbios metabólicos, na depressão e outros sintomas associados a STPM (Síndrome da Tensão Pré-menstrual) e ao uso de anticoncepcionais. É uma vitamina hidrossolúvel, envolvida principalmente no metabolismo dos aminoácidos e também no metabolismo glicídico e lipídico, necessária também para a formação da hemoglobina. A deficiência de piridoxina em humanos é rara, mas pode ocorrer em determinadas situações, como por exemplo nos tratamentos com isoniazida.

 

DICLOFENACO SÓDICO – O Diclofenaco Sódico pertence ao grupo farmacoterapêutico: anti-inflamatórios e antirreumáticos não-esteroidais derivados do ácido acético e substâncias relacionadas (código ATC: M01A B05). O diclofenaco sódico, substância não-esteroide, possui acentuadas propriedades antirreumática, anti-inflamatória, analgésica e antipirética. A inibição da biossíntese de prostaglandina, que foi demonstrada em experimentos, é considerada fundamental no seu mecanismo de ação. As prostaglandinas desempenham um importante papel na causa da inflamação, da dor e da febre. O diclofenaco sódico in vitro não suprime a biossíntese de proteoglicanos na cartilagem, em concentrações equivalentes às concentrações atingidas no homem. É indicado para o tratamento de formas degenerativas e inflamatórias de reumatismo: artrite reumatoide, artrite reumatoide juvenil, espondilite anquilosante, osteoartrite e espondilartrite, síndromes dolorosas da coluna vertebral, reumatismo não-articular; Crises agudas de gota; Inflamações pós-traumáticas e pós-operatórias dolorosas e edema, como por exemplo, após cirurgia dentária ou ortopédica; Condições inflamatórias e/ou dolorosas em ginecologia, como por exemplo, dismenorreia primária ou anexite; Como auxiliar no tratamento de processos infecciosos acompanhados de dor e inflamação de ouvido, nariz ou garganta, como por exemplo, faringoamigdalites, otites. De acordo com os princípios terapêuticos gerais, a doença de fundo deve ser tratada com a terapia básica adequadamente.

 

            4.2-) Principais Indicações?

  • – Melhora de dores e inflamações (ação analgésica e anti-inflamatória);
  • – Auxílio no tratamento contra neuropatias (ação antineurítica);
  • – Melhora de dores lombares e dores cervicais;
  • – Auxílio no tratamento da síndrome do turno do carpo;
  • – Auxílio no tratamento de fibromialgias;
  • – Auxílio no tratamento de espondilite.

 

            4.3-) Contra Indicações?

Pacientes com úlcera gástrica ou intestinal ativa, sangramento ou perfuração, insuficiência hepática, insuficiência renal, insuficiência cardíaca grave, no último trimestre de gravidez (gravidas não devem utilizar sem indicação médica), em pacientes nos quais crises de asma, urticária ou rinite aguda são causadas pelo ácido acetilsalicílico ou por outros AINEs, hipersensibilidade a algum dos componentes contidos na fórmula. Não administrar diclofenaco outros agentes anti-inflamatórios não esteroidais (AINEs). Deve ser avaliada a relação risco/benefício quando há a encefalopatia de Wernicke, pois carga de glicose intravenosa pode precipitar ou agravar esta patologia em pacientes com deficiência de Tiamina, portanto, esta deve ser administrada antes da glicose. Contudo, a venda é realizada sob prescrição de profissional habilitado, podendo este ser o nosso farmacêutico de acordo com a Resolução 586/2013 do Conselho de Farmácia. Consulte-o!

 

            4.4-) Referências Bibliográficas

  • – Literatura do Fornecedor
  • – BATISTUZZO J.A.de O. Formulário médico Farmacêutico 3ª ed. São Paulo: Pharmabooks Editora, 2006.

 

5-) Composição:

  • Cianocobalamina – 1000mcg
  • Tiamina – 50mg
  • Piridoxina – 50mg
  • Diclofenaco Sódico – 50mg
  • Excipiente qsp – 1 cápsula

6-) Modo de Usar: Uso oral – Tomar 1 cápsula conforme orientação.

7-) Validade: 6 meses

8 -) Advertências:

  1. Nunca compre medicamento sem orientação de um profissional habilitado.
    2. Imagens meramente ilustrativas.
    3. É necessário uma dieta e exercícios físicos para auxiliar a redução de peso.
    4. Pessoas com hipersensibilidade à substância não devem ingerir o produto.
    5. Em caso de hipersensibilidade ao produto, recomenda-se descontinuar o uso e consultar o médico.
    6. Não use o medicamento com o prazo de validade vencido. Qualquer dúvida entre em contato com a Biopharma.
    7. Manter em temperatura ambiente (15 a 30ºC). Proteger da luz, do calor e da umidade. Nestas condições, o medicamento se manterá próprio para o consumo, respeitando o prazo de validade indicado na embalagem.
    8. Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.
    9. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica.
    10. O uso do medicamento durante o período de amamentação também não é recomendado.
    11. Este medicamento não pode ser partido ou mastigado.
    14. Este medicamento não deve ser utilizado por menores de 18 anos sem orientação médica.
    15. “SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO”.

 

Perguntas e respostas

Ainda não há perguntas.

Faça uma pergunta

Sua pergunta será respondida pela loja ou por outro cliente.

Agradecemos sua pergunta!

Sua pergunta foi recebida e será respondida em breve.

Erro

Warning

Ocorreu um erro ao gravar sua pergunta. Entre em contato com o administrator do site. Informações adicionais:

Adicionar uma resposta

Agradecemos sua resposta!

Sua resposta foi recebida e será publicada em breve.

Erro

Warning

Ocorreu um erro ao gravar sua pergunta. Entre em contato com o administrator do site. Informações adicionais: