, ,

Remédio para Prisão de Ventre – (Natural)


Indicado para uso adulto em casos de constipação intestinal, desenvolvida para auxiliar na prisão de ventre, devido ao seu efeito laxante, melhorando o desconforto e inchaço abdominal.

Apresentação: Frasco contendo 60 cápsulas gelatinosas

R$61,00

Simulação de frete

O Remédio para Prisão de Ventre – (Natural) foi desenvolvida para auxiliar na prisão de ventre, devido ao seu efeito laxante que promove a evacuação das fezes de forma rápida e facilitada, melhorando o desconforto e inchaço abdominal.

Na composição do Remédio para Prisão de Ventre – (Natural) encontramos:

SENE – É indicado para o tratamento de constipação e em situações que requeiram esvaziamento intestinal. Em doses maiores, apresenta-se como purgante.

ALOINA – Farmacologicamente, a Aloína é um componente com efeito catártico (laxante), encontrado no extrato da Aloe barbadensis e outras espécies. A indicação comum da aloína é para constipação intestinal. Inibição dos canais de cloro, o que resulta em um aumento no conteúdo de água no intestino grosso. Os efeitos laxantes são devidos principalmente à 1, 8-glicosídeos dihydroxyanthracene, aloína A e B (anteriormente designada barbaloina).

 CÁSCARA SAGRADA – Contém glicosídeos antraquidônicos, os quais são hidrolisados pelas bactérias intestinais, liberando compostos antraquidônicos como a barbaloína, crisaloína e outros, que promovem a estimulação do cólon. Sua ação laxativa é mais suave que a de outros laxantes e se manifesta entre 6 e 8 horas após a administração oral. Por sua ação ser suave, é o laxante de escolha em obesidade, quando o paciente apresentar constipação crônica. Usado com finalidade no tratamento da constipação intestinal e na prisão de ventre, e também como diurético, emenagoga, estimulante, estomacal, febrífugo, laxante, tônico, purgativa, colagogo.

FUCUS – O Fucus é indicado em casos de hipotireoidismo, obesidade, adiposidades localizadas, bulimia, úlceras gastroduodenais, hiperlipidêmicas, mal-estar, diarreias. A grande capacidade de entumecer da algina, que não se absorve no intestino, induz uma sensação de satisfação gástrica. Pela grande capacidade de aderência e seu poder de revestimento são soluções coloidais dos alginatos, atua como protetora das mucosas digestivas. É laxante suave e, por seu poder absorvente, antidiarréico.

TAMARINDO – Indicado em casos de febre, intestinos presos, inflamações da garganta e estômago, hematemese, vermes intestinais, tosse.

 

  • Principais Indicações do Remédio para Prisão de Ventre – (Natural):
    • – Prisão de ventre (ação laxativa);
    • – Diminuição do inchaço abdominal;
    • – Diminuição de flatulências;
    • – Regulador do intestino;
    • – Auxiliar no controle do peso;
    • – Acelera o metabolismo;
    • – Melhora da digestão;
    • – Redução de Colesterol e glicemia.

 

  • Composição do Remédio para Prisão de Ventre – (Natural):

Modo de Usar o Remédio para Prisão de Ventre – (Natural): Uso oral – Tomar 1 cápsula 2 vezes ao dia

Peso 54 g
Dimensões 10 × 5 × 5 cm

1-) Codigo: 4174

2-) Nome:  Fórmula contra Obstipação

3-) Descrição Indicado para uso adulto em casos de constipação intestinal

            3.1-) Apresentação: Frasco contendo 60 cápsulas gelatinosas

 

4-) Informações sobre o produto:

            4.1-) Para que serve?

A fórmula contra obstipação foi desenvolvida para auxiliar na prisão de ventre, devido ao seu efeito laxante que promove a evacuação das fezes de forma rápida e facilitada, melhorando o desconforto e inchaço abdominal. Em sua composição, está presente:

 

SENE – É um arbusto ramificado baixo que cresce até 90 cm de altura. A planta tem uma haste lenhosa reta e flores amarelas. É típica de regiões tropicais, que espontaneamente vegeta melhor em locais montanhosos e menos nas proximidades de grandes rios. Os folíolos possuem odor fraco, mas característico e sabor um tanto mucilaginoso e amargo. É originária da Índia e Somália, foi introduzida na fitoterapia no século IX, e é um dos fármacos mais conceituados como purgativo, por não provocar inflamações secundárias muito comuns quando se utilizam purgativos drásticos. O Sene é indicado para o tratamento de constipação e em situações que requeiram esvaziamento intestinal. Em doses maiores, apresenta-se como purgante. Seu efeito é obtido algumas horas após a administração oral, pois deverá ocorrer a absorção e liberação dos heterosídeos no intestino grosso. Neste local, pela ação enzimática da flora bacteriana, ocorrerá hidrólise, com consequente liberação das agliconas. Estas irão atuar sobre a mucosa, aumentando o peristaltismo.

 

ALOINA – Farmacologicamente, a Aloína é um componente com efeito catártico (laxante), encontrado no extrato da Aloe barbadensis e outras espécies. Os chineses têm utilizado há milênios a Aloe barbadensis no tratamento da constipação intestinal e como tônico fortificante do estômago. Ao longo da última década tem sido descrita a atividade farmacológica de uma diversidade de princípios ativos, provenientes de fontes naturais. As antraquinonas têm sido frequentemente utilizadas na medicina como agente antipsoríase. Derivados antraquinônicos também mostraram inibição de várias viroses in vitro, incluindo herpes simples do tipo 1 e 2, varicelazoster e influenza. Além disso, atualmente muitos compostos originários da Aloe barbadensis vêm sendo testados na cura de doenças como asma, isquemia, hipertensão, psoríase, artrite reumatóide e vários tipos de câncer. Seu modo de ação não é exatamente conhecido, ainda que muitas moléculas e tipos celulares tenham sido identificados como potenciais alvos dessas antraquinonas. Algumas propriedades terapêuticas importantes, comuns aos extratos e compostos isolados da Aloe barbadensis, particularmente as atividades anti-inflamatória e antitumoral sugerem, por hipótese, que alguns desses princípios ativos sejam também moduladores eficazes da formação de vasos sanguíneos. A indicação comum da aloína é para constipação intestinal. Também indicado para outras afecções, porém não comprovadas clinicamente: dermatite seborreica, úlceras pépticas, tuberculose e infecções fúngicas; e redução de açúcar no sangue (glicose). O mecanismo de ação da Aloe é duplo. Ela estimula a motilidade do cólon, aumentando a propulsão e acelerando o trânsito do cólon, o que reduz a absorção de líquidos da massa fecal. Ela também aumenta a permeabilidade paracelular através da mucosa do cólon, provavelmente devido a uma inibição da Na +, trifosfatase K+adenosina ou a uma inibição dos canais de cloro, o que resulta em um aumento no conteúdo de água no intestino grosso. Os efeitos laxantes da babosa são devidos principalmente à 1, 8-glicosídeos dihydroxyanthracene, aloína A e B (anteriormente designada barbaloina). Após a administração oral aloína A e B, que não são absorvidas no intestino superior, são hidrolisadas no cólon por bactérias intestinais e, em seguida, reduzido para os metabólitos ativos (o principal metabólito ativo é de aloe-emodina-antrona-9), que, como Aloe age como um estimulante e irritante para o trato gastrointestinal. O efeito laxante da Aloe geralmente não é observado antes de 6 horas após a administração oral, e às vezes não, até 24 horas ou mais depois.

 

CÁSCARA SAGRADA – O extrato é obtido da casca seca de Rhammus purshiana (Rhamnaceae) e contém glicosídeos antraquidônicos. Estes glicosídeos são hidrolisados pelas bactérias intestinais, liberando compostos antraquidônicos como a barbaloína, crisaloína e outros, que promovem a estimulação do cólon. Sua ação laxativa é mais suave que a de outros laxantes e se manifesta entre 6 e 8 horas após a administração oral. Por sua ação ser suave, é o laxante de escolha em obesidade, quando o paciente apresentar constipação crônica. Usado com finalidade no tratamento da constipação intestinal e na prisão de ventre, e também como diurético, emenagoga, estimulante, estomacal, febrífugo, laxante, tônico, purgativa, colagogo.

 

FUCUS – O Fucus é indicado em casos de hipotireoidismo, obesidade, adiposidades localizadas, bulimia, úlceras gastroduodenais, hiperlipidêmicas, mal-estar, diarreias. Em uso tópico: feridas, epistaxis, ulcerações dérmicas, hemorragias odontológicas. A abundância de sais minerais faz do fucus uma planta remineralizante. O iodo confere uma ação estimulante da tireoide. Favorecendo os processos catabólicos, pois é utilizado como coadjuvante no tratamento de emagrecimento. Os sais potássicos são diuréticos. A grande capacidade de entumecer da algina, que não se absorve no intestino, induz uma sensação de satisfação gástrica. Pela grande capacidade de aderência e seu poder de revestimento são soluções coloidais dos alginatos, atua como protetora das mucosas digestivas. É laxante suave e, por seu poder absorvente, antidiarréico. O alginato de cálcio se usa como hemostático local de ação rápida. As laminas exercem uma ação hipolipermiante, hipocolesterolemiante.

 

TAMARINDO – O tamarindo (tâmara da Índia) é originário da África Tropical, de onde se dispersou por todas as regiões tropicais. Árvore de porte majestoso, alcança até 25 m. Sua propagação se dá por sementes, alporquia ou garfagem. A polpa é acidulada, sendo consumida fresca, seca ou cristalizada, também usada para preparo de refrescos, sorvetes, pastas, doces e licores. As sementes são cozidas e podem ser consumidas como aperitivo. O tamarindo contém alto conteúdo de vitaminas e minerais. A polpa tem 98% de ácido tartárico e açúcares solúveis, além de ser rica em pectina, ácidos orgânicos, vitaminas B e C e betacaroteno. As folhas contêm fósforo, potássio, cálcio, magnésio, vitamina C e betacaroteno. As sementes são ricas em proteínas e minerais, como cálcio, fósforo, potássio e magnésio. Seu sabor ácido-doce é inigualável para uso na culinária. Na África, há tipos mais doces, mais ácidos, com menor ou maior teor de polpa, além do tamanho variável do fruto, sua facilidade de extração da polpa e também quanto ao porte da planta. O tamarindo é indicado em casos de febre, intestinos presos, inflamações da garganta e estômago, hematemese, vermes intestinais, tosse.

 

            4.2-) Principais Indicações?

  • – Prisão de ventre (ação laxativa);
  • – Diminuição do inchaço abdominal;
  • – Diminuição de flatulências;
  • – Regulador do intestino;
  • – Auxiliar no controle do peso;
  • – Acelera o metabolismo;
  • – Melhora da digestão;
  • – Redução de Colesterol e glicemia.

 

            4.3-) Contra Indicações?

Gravidez e lactação, crianças menores de 10 anos, casos de obstrução intestinal ou estenose, doenças inflamatórias do cólon, apendicite, cistite, dor abdominal de origem desconhecida, desidratação, casos de hemorroidas, nefrite, hipertiroidismo, pacientes em tratamento com hormônios tireóideos e com agentes antitireoídeos, taquicardia paroxística, hipertensão arterial, cardiopatias, desidratação, atonia severa com depleção de eletrólitos, crônica constipação, pacientes com doenças inflamatórias uterinas ou intestinais como apendicite, doença de Crohn, colite ulcerativa, síndrome do intestino irritável, ou diverticulite; insuficiência hepática, renal ou cardíaca e na associação com cardiotônicos, pacientes com úlcera duodenal ou gástrica, refluxo do esôfago, diverticulite, casos de abdômen agudo, mulheres durante a menstruação, hipersensibilidade a algum dos componentes contidos na fórmula. Contudo, a venda é realizada sob prescrição de profissional habilitado, podendo este ser o nosso farmacêutico de acordo com a Resolução 586/2013 do Conselho de Farmácia. Consulte-o!

ATENÇÃO:  Deve-se evitar o uso desnecessário deste produto, bem como o seu uso por um período prolongado, pois pode deixar o intestino preguiçoso.

 

            4.4-) Referências Bibliográficas

  • – Literatura do Fornecedor
  • – DONADIO, L.C.; ZACCARO, R.P.Valor nutricional de frutas.
  • – BATISTUZZO J.A.de O. Formulário médico Farmacêutico 3ª ed. São Paulo: Pharmabooks Editora, 2006.

 

5-) Composição:

  • Sene – 120mg
  • Aloina – 80mg
  • Cáscara Sagrada – 100mg
  • Fucus – 100mg
  • Tamarindo – 100mg
  • Excipiente qsp – 1 cápsula

6-) Modo de Usar: Uso oral – Tomar 1 cápsula 2 vezes ao dia

7-) Validade: 6 meses

8 -) Advertências:

  1. Nunca compre medicamento sem orientação de um profissional habilitado.
    2. Imagens meramente ilustrativas.
    3. É necessário uma dieta e exercícios físicos para auxiliar a redução de peso.
    4. Pessoas com hipersensibilidade à substância não devem ingerir o produto.
    5. Em caso de hipersensibilidade ao produto, recomenda-se descontinuar o uso e consultar o médico.
    6. Não use o medicamento com o prazo de validade vencido. Qualquer dúvida entre em contato com a Biopharma.
    7. Manter em temperatura ambiente (15 a 30ºC). Proteger da luz, do calor e da umidade. Nestas condições, o medicamento se manterá próprio para o consumo, respeitando o prazo de validade indicado na embalagem.
    8. Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.
    9. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica.
    10. O uso do medicamento durante o período de amamentação também não é recomendado.
    11. Este medicamento não pode ser partido ou mastigado.
    14. Este medicamento não deve ser utilizado por menores de 18 anos sem orientação médica.
    15. “SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO”.

Perguntas e respostas

Ainda não há perguntas.

Faça uma pergunta

Sua pergunta será respondida pela loja ou por outro cliente.

Agradecemos sua pergunta!

Sua pergunta foi recebida e será respondida em breve.

Erro

Warning

Ocorreu um erro ao gravar sua pergunta. Entre em contato com o administrator do site. Informações adicionais:

Adicionar uma resposta

Agradecemos sua resposta!

Sua resposta foi recebida e será publicada em breve.

Erro

Warning

Ocorreu um erro ao gravar sua pergunta. Entre em contato com o administrator do site. Informações adicionais: