, , ,

Xarope para Bronquite e Asma


Indicado para auxiliar em tratamentos de bronquite e asma com uso dos fitoterápicos

Apresentação: Frasco contendo 100ml de xarope + copo dosador e seringa

R$41,00

Simulação de frete

O Xarope para Bronquite e Asma é indicado para doenças relacionadas ao trato respiratório como bronquite, asma, afecções brônquio-pulmonar, gripes e resfriados. Alivia sintomas como tosse, catarro, dores nas costas e no peito devido a sua ação expectorante, anti-inflamatória, antitussígena e analgésica, além de ter ação antibacteriana, sendo considerado um antibiótico natural.

O Xarope para Bronquite e Asma possui em sua composição:

  • Extrato de Agrião: O agrião é rico em vitamina C, vitamina A e flavonoides, compostos com ação antioxidante e anti-inflamatória que fortalecem o sistema imunológico, combatendo vírus, bactérias e fungos, auxiliando na prevenção e no tratamento de situações, como tosses, alergias, bronquite, sinusite e gripes. Além disso, ele possui uma substância chamada gluconasturcósido, que atua no combate de bactérias que causam infecções no corpo, mas não afetam a flora intestinal, mantendo o sistema digestivo saudável.
  • Extrato de Assa Peixe: A assa-peixe é uma planta medicinal rica em sais minerais e possui propriedades anti-inflamatórias e expectorantes, sendo uma ótima opção para complementar o tratamento de alterações respiratórias, como gripe e bronquite, por exemplo, pois é capaz de aliviar alguns sintomas como dor nas costas, dor no peito e tosse. A planta assa-peixe possui propriedade balsâmica, expectorante, fortificante, hemostática, diurética e anti-inflamatória.
  • Guaco: O Guaco possui as propriedades fitoterápicas que incluem ação broncodilatadora e expectorante. Ela alivia quadros de tosse, asma, bronquite e de mais doenças da via respiratória, devido ao seu composto cumarínico. Além de ajudar a eliminar o muco causado por gripes e resfriados, o guaco também auxilia na redução de edemas e de peso, devido à ação anti-inflamatória da planta.
  • Extrato de Eucalipto: Sua principal atividade é no aparelho respiratório em função do óleo essencial, que tem demonstrado, tanto por via oral como inalatória, atividade expectorante, fluidificante e antisséptica da secreção brônquica. Sendo assim, é usado basicamente para tratamento de afecções do trato respiratório. Tem atividade antibiótica comprovada – bactericida, fungicida, inseticida e anticáries.
  • Extrato de Malva: A malva é uma planta medicinal, também conhecida como Malva-cheirosa, Malva-das-boticas, Malva-silvestre, Malva-de-casa, Malva-rosa ou Rosa cheirosa, que possui ação antioxidante, antimicrobiana e anti-inflamatória, podendo ser usada para aliviar a congestão nasal, combater e prevenir infecções, principalmente na boca, e aliviar os sintomas de doenças de pele, por exemplo. A malva possui propriedade antioxidante, anti-inflamatória, antisséptica e antimicrobiana, além de ter atividade citotóxica e antiproliferativa.
  • Extrato de Própolis: A ação farmacológica do Extrato de Própolis deve-se em grande parte à presença dos ácidos fenólicos e derivados. Vários ensaios biológicos destacam as propriedades da própolis como anti-inflamatória, bactericida, fungicida, hepatoprotetora, cicatrizante, anti-úlcera, anti-cárie e anestésica, antivirótica, antiprotozoário, cicatrizante e regeneração de tecidos, antissépticas e hipotensivas, estimuladora do sistema imunológico, ação inibidora na multiplicação de células tumorais.

Principais Indicações:

    • Auxílio no tratamento de bronquite e asma;
    • Doenças relacionadas ao trato respiratório;
    • Ação expectorante e antitussígena;
    • Ação anti-inflamatória e antissépticas;
    • Ação bronco dilatadora natural.

Composição do Xarope para Bronquite e Asma:

    • Extrato de Agrião- 28%
    • Extrato de Assa Peixe – 28%
    • Extrato de Guaco – 28%
    • Extrato de Eucalipto –  2,8%
    • Extrato de Malva – 2,8%
    • Extrato de Própolis 5,6%
    • Xarope base qsp 100ml

Modo de Usar: Uso oral – ADULTO: Tomar 10ml de 1 a 2 vezes ao dia; INFANTIL: Tomar 5ml 1 a 2 vezes ao dia. OBS: Tomar dose pura na seringa ou se preferir, diluí-la em água.

Advertências
1. Nunca compre medicamento sem orientação de um profissional habilitado.
2. Imagens meramente ilustrativas.
3. Pessoas com hipersensibilidade à substância não devem ingerir o produto.
4. Em caso de hipersensibilidade ao produto, recomenda-se descontinuar o uso e consultar o médico.
5. Não use o medicamento com o prazo de validade vencido.
6. Manter em temperatura ambiente (15 a 30ºC). Proteger da luz, do calor e da umidade. Nestas condições, o medicamento se manterá próprio para o consumo, respeitando o prazo de validade indicado na embalagem.
7. Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças e animais domésticos.
8. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica.
9. Siga corretamente o modo de usar. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação médica.
10. O uso do medicamento durante o período de amamentação também não é recomendado.
11. Este medicamento não deve ser utilizado por menores de 18 anos sem orientação médica.
12. Os resultados dependem da correta utilização do produto, conforme descrito na posologia.
13. “SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO

Peso 219 g
Dimensões 11 × 5 × 5 cm

1-) Codigo: 4377

2-) Nome: Xarope Fitoterápico para Bronquite e Asma

3-) Descrição: Indicado para auxiliar em tratamentos de bronquite e asma com uso dos fitoterápicos

            3.1-) Apresentação: Frasco contendo 100ml de xarope + copo dosador e seringa

 

4-) Informações sobre o produto:

            4.1-) Para que serve?

O Xarope Fitoterápico para Bronquite e Asma é indicado para doenças relacionadas ao trato respiratório como bronquite, asma, afecções brônquio-pulmonar, gripes e resfriados. Alivia sintomas como tosse, catarro, dores nas costas e no peito devido a sua ação expectorante, anti-inflamatória, antitussígena e analgésica, além de ter ação antibacteriana, sendo considerado um antibiótico natural. Em sua composição, está presente:

 

EXTRATO DE AGRIÃO – O Extrato de Agrião é conhecida como tônico, com poder estimulante, antiasmático, antiescorbútico e antitussígeno. Os compostos sulfurados do agrião possuem propriedades expectorantes e antissépticas sobre a árvore respiratória. O organismo converte a gliconasturcina em feniletil isotiocianato, que também é liberado quando se mastiga a planta fresca. Em modelos com animais, o glicosinolato do feniletil isotiocianato (PEITC) e os isotiocianatos sintéticos atuaram como inibidores do carcinogênico específico do tabaco, a nitrosamina-4-(metilnitrosamino)-1-(3- piridil)-1-butanona. Os glicotiocianatos normalmente estimulam as secreções gástricas e biliares, principalmente após mascar as folhas do agrião. O feniletilsevenol é empregado na forma de loção capilar para diminuir a queda dos cabelos, existindo, inclusive, produtos comerciais com o composto. O ácido benzóico, na forma isolada, evidenciou propriedades antissépticas, expectorantes, analgésicas, antifebris e anti-inflamatórias. O extrato metanólico das folhas demostrou propriedades anti-inflamatórias in vivo, enquanto o sumo das folhas do agrião evidenciou atividade inibitória in vitro sobre o Mycobacterium tuberculosis, em concentrações mínimas de 1:20 microlitros. Em um estudo com cobaias submetidas à dieta rica em gorduras, a administração do extrato hidroalcoólico demonstrou potente atividade cardioprotetora, diminuindo níveis de triglicerídeos, colesterol total, LDL-colesterol, e aumentado os níveis de HDL-colesterol.

 

EXTRATO DE ASSA PEIXE – Vernonia ferruginea (assa peixe) é uma espécie nativa do cerrado brasileiro, com uma boa distribuição. Frequentemente encontrada como uma espécie invasora de terrenos baldios e pastagens. É uma espécie perene, floresce nos meses de agosto a outubro e frutifica de novembro a março. Reproduz-se por sementes, que se dispersam por aquênios. É pouco exigente em relação ao tipo de solo, sendo muito competitiva em solos de cerrado. V. ferruginea destaca-se por possuir utilidade medicinal, no tratamento de infecções respiratórias e distúrbios do sistema gastrointestinal. Indicada como antiulcerogênica, no tratamento de bronquite, tosse, asma e cálculo renal. Estudo pré-clínico avaliou as características fitoquímicas da V. ferrugínea e através dos extratos brutos da planta identificou-se atividade antiulcerogênica. No mesmo estudo, a substância antiulcerogênica identificada, o lupeol, também apresentou alta atividade gastroprotetora aliada a baixa toxicidade in vivo fazendo-o um potente fármaco para o tratamento de úlceras gástricas.

 

EXTRATO DE GUACO – Planta nativa da América do Sul, o Guaco apresenta ampla distribuição no Brasil, sendo encontrado da Bahia até Santa Catarina. É um subarbusto trepador de ramos lenhosos, cilíndricos, estriados, castanhos; suas flores são reunidas em capítulos, de cor branca e que são muito procuradas por abelhas melíferas durante a floração; o fruto é do tipo aquênio cilíndrico e glabro. As folhas constituem a droga vegetal. A folha do guaco é peciolada, oval-lanceolada, aguda, de 10 a 15 cm de comprimento, de margens inteiras e um tanto sinuosas, glabras e luzidia sobre ambas páginas, sensivelmente lobada, de base arredondada, truncada ou cordada; contém de 3 a 5 nervuras básicas, oriundas do ápice do pecíolo, que mede de 3 a 6 cm de comprimento. Seca, esta folha é fracamente aromática e possui sabor aromático e amargo. É uma planta que se adapta em qualquer tipo de solo, sendo os argilosos e úmidos os mais adequados. Pode ser colhido no final do inverno, tomando-se o cuidado de não arrancar a rama principal. O Guaco é empregado nas afecções do aparelho respiratório: bronquite crônica, asma e tosses; nas dores de origem reumática; nos quadros febris; externamente é indicado nas dermatites, nos ferimentos e nas afecções da orofaringe. Os constituintes do Guaco relaxam a musculatura lisa das vias aéreas e estimulam a secreção do muco, facilitando a expulsão do catarro pela tosse. Portanto promove uma ação broncodilatadora, expectorante e antiasmática. Nos estados febris, promove aumento da sudorese e aumenta a diurese. Possui, então, ações febrífuga e diurética, respectivamente. Forma uma película ou uma espécie de filme protetor quando aplicado sobre a pele. Exerce efeito emoliente, depurativo e cicatrizante.

 

EXTRATO DE EUCALIPTO – Árvore de grande porte pode ultrapassar os 40m de altura. Tronco retorcido, liso de casca cinzento-prateada que se solta facilmente. Com folhas coriáceas, opostas, de dois tipos morfológicos diferentes, as dos ramos jovens são azuladas, largas e peltadas, porém as dos ramos maduros são mais estreitas, lanceoladas ou em forma de foice. As flores solitárias nascem no pecíolo que é muito curto. O fruto é uma cápsula angulosa de cálice muito desenvolvido, persistente, fechado, com várias sementes miúdas. É indicado para afecções das vias respiratórias: gripes, bronquites, asma, tosse, catarro. Doenças reumáticas; antisséptico e repelente de insetos. Sua principal atividade é no aparelho respiratório em função do óleo essencial, que tem demonstrado, tanto por via oral como inalatória, atividade expectorante, fluidificante e antisséptica da secreção brônquica. Sendo assim, é usado basicamente para tratamento de afecções do trato respiratório. Tem atividade antibiótica comprovada – bactericida, fungicida, inseticida e anticáries. Age no tratamento de feridas e pele. Outras ações importantes derivam do seu poder antioxidante e hipoglicemiante (folhas).

 

EXTRATO DE MALVA – Planta da família das Malváceas. Herbácea anual ou bianual, lenhosa em sua base, com galhos elevados, pilosos e ramificados, de até 01 m de altura. Folhas alternas, pecioladas e com bordos dentados. Flores de até 04 cm de diâmetro, azuladas e com cinco pétalas estreitas, que se dispõem na axila das folhas e que aparecem entre a primavera e o verão. Cresce espontaneamente em quase toda a Europa, Norte da Ásia e África, ao redor de caminhos, taludes, clareiras de bosques, e até em muros, devido ao alto poder de penetração de suas raízes delgadas. Requer clima temperado. Seus maiores produtores são a Bélgica e a antiga Yugoslávia. Seus princípios ativos são mucilagens, vitaminas A, B1, B2, C e carotenos, óleos essenciais (ácidos oléico, palmítico e esteárico), ácido cumarínico, clorogênico e cafeico, flavonóides, taninos e derivados antraquinônicos. A Malva é utilizada principalmente como anti-inflamatória e protetora de mucosas dos tratos digestivo, respiratório e cutâneo (aftas, gengivites, estomatites orais, herpes labial, amidalites e faringites, corrimentos vaginais, infecções superficiais de pele, gastrites, gripes e resfriados, etc.). Expectorante, hipoglicemiante (auxiliar em casos de diabetes) e laxante suave, além de imuno-estimulante (melhora a resistência contra infecções de repetição).

 

EXTRATO DE PRÓPOLIS – A própolis brasileira possui ácidos fenólicos prenilados, lignanas, terpenos e álcoois terpênicos e pequenas quantidades de flavonóides. Foram identificados pelo menos 29 tipos diferentes de princípio ativo na própolis brasileira. Nas últimas quatro décadas foi intensificado o interesse dos pesquisadores em estudá-la. Encontra-se na literatura um grande número de publicações, sobre a sua composição química, atividades biológicas e farmacológicas. A própolis bruta encontra-se no estado sólido, sendo dura a 15°C e maleável a partir dos 30°C. Suas propriedades físicas, como cor, odor e faixa de fusão (60° – 70°C) variam de uma amostra para outra. Devido à grande diversidade de espécies vegetais brasileiras visitadas pelas abelhas, ocorre uma elevada variação de seus princípios ativos. Sua composição química é extremamente complexa. A elevada variedade de princípios ativos tem gerado uma grande preferência internacional, não só para fins comerciais, mas também na área científica. Entende-se por Própolis o produto oriundo de substâncias resinosas, gomosas e balsâmicas, colhidas pelas abelhas, de brotos, flores e exsudados de plantas, nas quais as abelhas acrescentam secreções salivares, cera e pólen para elaboração final do produto. É constituída de resinas vegetais, cera de abelha, pólen e óleos essenciais. O extrato de Própolis comum ou marrom que possuímos em nosso portifólio é diferente da espécie comumente conhecida como própolis verde e quando associada à presença da planta Baccharis dracunculifolia, conhecida como alecrim do campo, no ambiente próximo a colmeia produtora, há geração da própolis de coloração esverdeada, o que caracteriza o produto. A ação farmacológica da própolis deve-se em grande parte à presença dos ácidos fenólicos e derivados. Vários ensaios biológicos destacam as propriedades da própolis como antiinflamatória, bactericida, fungicida, hepatoprotetora, cicatrizante, anti-úlcera, anti-cárie e anestésica, antivirótica, antiprotozoário, cicatrizante e regeneração de tecidos, antissépticas e hipotensivas, estimuladora do sistema imunológico, ação inibidora na multiplicação de células tumorais.

 

            4.2-) Principais Indicações?

  • – Auxílio no tratamento de bronquite e asma;
  • – Doenças relacionadas ao trato respiratório;
  • – Ação expectorante e antitussígena;
  • – Ação anti-inflamatória e antissépticas;
  • – Ação bronco dilatadora natural.

 

            4.3-) Contra Indicações?

Gravidez e lactação, crianças menores de 4 anos, portadores de doenças inflamatórias do trato gastrointestinal; em portadores de doenças inflamatórias dos dutos biliares ou doenças hepáticas graves, úlceras gástricas ou duodenais, irritações na mucosa das vias urinárias, hipersensibilidade ao eugenol ou a algum dos componentes contidos na fórmula. Contudo, a venda é realizada sob prescrição de profissional habilitado, podendo este ser o nosso farmacêutico de acordo com a Resolução 586/2013 do Conselho de Farmácia. Consulte-o!

 

            4.4-) Referências Bibliográficas

  • – Literatura do Fornecedor
  • – “Tratado de fitomedicina – bases clínicas e farmacológicas”. Dr. Jorge R. Alonso – editora Isis. 1.998 – Buenos Aires – Argentina.
  • – BATISTUZZO J.A.de O. Formulário médico Farmacêutico 3ª ed. São Paulo: Pharmabooks Editora, 2006.

 

5-) Composição:

  • Extrato de Agrião
  • Extrato de Assa Peixe
  • Extrato de Guaco
  • Extrato de Eucalipto
  • Extrato de Malva
  • Extrato de Própolis
  • Xarope base qsp 100ml

6-) Modo de Usar: Uso oral – ADULTO: Tomar 10ml de 1 a 2 vezes ao dia; INFANTIL: Tomar 5ml 1 a 2 vezes ao dia. OBS: Tomar dose pura na seringa ou se preferir, diluí-la em água.

7-) Validade: 6 meses

8 -) Advertências:

  1. Nunca compre medicamento sem orientação de um profissional habilitado.
    2. Imagens meramente ilustrativas.
    3. É necessário uma dieta e exercícios físicos para auxiliar a redução de peso.
    4. Pessoas com hipersensibilidade à substância não devem ingerir o produto.
    5. Em caso de hipersensibilidade ao produto, recomenda-se descontinuar o uso e consultar o médico.
    6. Não use o medicamento com o prazo de validade vencido. Qualquer dúvida entre em contato com a Biopharma.
    7. Manter em temperatura ambiente (15 a 30ºC). Proteger da luz, do calor e da umidade. Nestas condições, o medicamento se manterá próprio para o consumo, respeitando o prazo de validade indicado na embalagem.
    8. Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.
    9. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica.
    10. O uso do medicamento durante o período de amamentação também não é recomendado.
    11. Este medicamento não pode ser partido ou mastigado.
    14. Este medicamento não deve ser utilizado por menores de 18 anos sem orientação médica.
    15. “SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO”.

0.0 nota
0
0
0
0
0

Seja o primeiro a avaliar “Xarope para Bronquite e Asma”

Ainda não há avaliações

Perguntas e respostas

Ainda não há perguntas.

Faça uma pergunta

Sua pergunta será respondida pela loja ou por outro cliente.

Agradecemos sua pergunta!

Mail

Sua pergunta foi recebida e será respondida em breve.

Erro

Warning

Ocorreu um erro ao gravar sua pergunta. Entre em contato com o administrator do site. Informações adicionais:

Adicionar uma resposta

Agradecemos sua resposta!

Mail

Sua resposta foi recebida e será publicada em breve.

Erro

Warning

Ocorreu um erro ao gravar sua pergunta. Entre em contato com o administrator do site. Informações adicionais: